9 de jun de 2009

Investimentos em energias limpas aumentaram em 2008

Apesar da crise econômica, os investimentos em energias renováveis foram mantidos, chegando a 155 bilhões de dólares em 2008. O relatório Tendências Globais de Investimentos em Energia Sustentável aponta que o valor representa quatro vezes o obtido em 2004. Segundo o Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (Pnuma), os investimentos em fontes de combustíveis fósseis foram superados pela primeira vez.

O vice-secretário-geral da Organização das Nações Unidas (ONU) e diretor do Pnuma, Achim Steiner, disse que alguns países, dentre eles o Brasil, estão trabalhando para desenvolver políticas e leis para fomentar a energia limpa. Steiner afirmou ainda que o Brasil acumulou quase todos os investimentos da América Latina. O site Painel Florestal publicou que uso de fontes de energias renováveis cresceu 16% em 2008, alcançando 280 mil Megawatts (MW).

Energia limpa é aquela proveniente de fontes renováveis, ou seja, capazes de se regenerar e, portanto, inesgotáveis, cuja obtenção e queima não emitem (ou emitem poucas) substâncias poluentes para a atmosfera, como o CO2. São exemplos de energia limpa: a energia solar, eólica, das marés, o biogás e os biocombustíveis.

O que moveu o interesse por estudos e pela utilização das diversas fontes de energia limpa não foi a preocupação com a poluição resultante da emissão de CO2 e sim o fato de os combustíveis fósseis, até então os mais utilizados, como carvão e petróleo, serem uma fonte de energia não renovável. Muitos países ainda dependem dos combustíveis fósseis e essa dependência se torna um problema, já que eles são finitos.


Fonte: Estadão Online
Foto: http://50minutos.wordpress.com/2008/12/04/

Nenhum comentário:

Postar um comentário